Clichês

Eu sei, eu sei, é clichê. Mas é Chico, que é bom até quando é clichê. Ou melhor: ele nunca é clichê, a gente que transforma em clichê o que ele diz. Que culpa tenho eu se ele consegue resumir tudo em um punhado de versos?

Muita gente me avisou que seria assim, mas era difícil acreditar quando estava doendo tanto: a dor vai passando, e o que se descobre é que, no fim das contas, quem está certo é o Chico.

Porque a dor passa, meio sem perceber. Um dia, procura-se a dor… E ela não está mais lá. Os olhares trocam de rumo, os passos seguem em outra direção. Fica a sensação de que a dor foi inútil, embora se possa ter certeza de que foi essencial. Foi a dor que moveu a mudança.

Se hoje eu me recomeço, reinvento-me, reaprendo-me, é só porque houve dor e perda. Algo deixou de ser. E me fez bem.

Olhos nos Olhos
Chico Buarque

Quando você me deixou, meu bem
Me disse pra ser feliz e passar bem
Quis morrer de ciúme, quase enlouqueci
Mas depois, como era de costume, obedeci

Quando você me quiser rever
Já vai me encontrar refeita, pode crer
Olhos nos olhos
Quero ver o que você faz
Ao sentir que sem você eu passo bem demais

E que venho até remoçando
Me pego cantando, sem mais, nem por quê
Tantas águas rolaram
Quantos homens me amaram
Bem mais e melhor que você

Quando talvez precisar de mim
Cê sabe que a casa é sempre sua, venha sim
Olhos nos olhos
Quero ver o que você diz
Quero ver como suporta me ver tão feliz

Anúncios

6 comentários sobre “Clichês

  1. Ana entra na sala: Eu já sabia!!! *Levanta a plaquinha*Quando a gente vê quem a gente ama sofrendo, sofre junto. Nada mais justo, eu ficar puta feliz tendo a certeza de que você está feliz!!! \o/Pode parecer maluco, mas tudo o que aconteceu aproximou ainda mais a gente. E… foi bom pra você??? Ok. Ok. Eu confesso. Tu me metia “medo”. =XXX Tá certo que ele durou só até a primeira conversa, mas isso a gente não comenta! HAIEUAHAEHAIUEHAE(…)”Que culpa tenho eu se ele consegue resumir tudo em um punhado de versos?”Né, isso??? Tem culpa eu? (lê bem rápido e em voz alta)Tenha um ‘ÓTEMO domingo, querida!Eu páro por aqui.Beijããão!!!

  2. Eu sinceramente acho que algumas dores são essenciais pra fazer a gente um pouquinho melhor do que éramos ontem. BeijinhoPs.: Mto bacana seu espaço aqui e erm, eu não tenho ciúmes do gordinho, não.. Ele é muito “amável” mesmo… hehehe

  3. Ana, a piadinha do “Tem culpa eu” é mais velha que vovó virgem… RsrsrsrsPois é, eu realmente estou bem melhor, agora. E nem levou tanto tempo quanto eu imaginava!Flá, comentei lá no seu blog, e já linkei ele aqui, obrigada pelo elogio! Também acho que a dor ajuda a crescer, é exatamente essa a sensação que tenho agora…

  4. Hahahahaha… Gostou, Rosinha?Pois é, dona Bárbara, já estou me refazendo… Um dia de cada vez, um passo de cada vez, mas já sinto uma diferença significativa. Acho que consegui me encontrar. Ou, pelo menos, preciso acreditar nisso!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s