Tempos de Faculdade

Só uma tirinha do PhD Comics

Tradução rápida:
Onde Você se Senta numa Aula/Seminário
E o que isso diz sobre você

Primeira fileira: candidatos a queridinho do professor
Dorminhocos da segunda fila: boas intenções, má narcolepsia
Meio-centro: “manda bala”
Encostados na parede: “sou sensível. Por favor, me ignore.”
Perto da saída: descompromissados
Última fileira: bons demais para estar ali

Quem me conhece do colégio me viu sentar a vida inteira na primeira fileira.

Agora, no bendito cursinho, como as aulas são telepresenciais (ou seja, não adianta nada puxar o saco do professor, porque, afinal, o professor é um telão!), convergi para o meio-centro, no melhor estilo “pode vir quente que eu estou fervendo”.

Mas aqueles que me viram na faculdade não têm dúvida de que a minha verdadeira alma (e o meu talento) está entre os dorminhocos da segunda fileira. Com louvor.

Anúncios

5 comentários sobre “Tempos de Faculdade

  1. Hehehehe… boa piadinha!Eu sentava na frente só no 1º grau (creio que já nao se fala mais 1º grau, sou velha mesmo), a partir do colégio passei pro meio e na faculdade, continuei no meio… sem querer aparentar ser CDF e sem querer aparentar ser preguiçosa. Dormir? Ás vezes, em algumas aulas extremamente chatas… mas geralmente “matava” a aula mesmo e ia pro bar diretamente… Ê saudades desses tempos…

  2. Eu sentei a vida toda no fundão! Fazíamos até um jornalzinho diariamente, o JF, Jornal do Fundão. Sempre passei longe de ser uma aluna exemplar. E assim continua sendo.Semana passada, por exemplo, na minha batalha semanal com a Físico-Química, que você já conhece, vi o Claudinho (amigo meu, lá da sala) levantar e sair. Não deu cinco minutos e o meu celular vibrou, era uma msg dele. “Larga mão dessa aula. ‘Vamo jogar truco!”Não pensei meia vez! Levantei, saí e ficamos do lado de fora, conversando até a hora do intervalo! HAIUEAIEHIAUHEIUHAIUHEA

  3. Eu já sentei em todos os lugares da sala, acho. No colégio, no ensino fundamental, costumava ser ou na primeira fileira encostada na parede ou no meio encostada na parede – é, eu sempre gostei de paredes.No Ensino Médio eu migrei pro fundão, descobri-me míope e sem paredes pra me encostar. Agora, na faculdade, sento na segunda fileira e sou aquela que sorri quando o prof. parece não ter mais ninguém na sala pra dirigir a palavra e, sem querer, você olha pra ele no exato momento em que ele se dá conta disso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s